20 junho, 2011

sabem, um ano e quatro meses deu simplesmente para aprender a conhecer bem os defeitos. aprender a aceitá-los,aprender a viver com eles. e senão amá-los. deixei para trás, avancei. prossegui de novo. és demasiado necessário para seres perda de tempo. E eu estou farta de perder tempo, tanto a olhar para o escuro como também a tentar mudar alguém,a tentar aconchegar-me. Nem sei se aprendi a estar agora assim, a ignorar aquilo que menos gostava. mas tem-me feito bem. Posso ter a cabeça cheia de outras coisas, mas cheia disso não está. e só por isso,sinto-me um bocadinho mais leve. deixei-nos ir. E continuamos de mão dada,mais do que quando implorava por esforços. Não guardo rancores. E seja efeito do amor ou não,continuo a não te ver como um todo negro. Porque não és. a imagem começa a desfocar-se aos poucos e começas a ser vários tipos de carinhos. Começas a preencher vários espaços,começas a ser o meu sábio mesmo sem dares conta. E agora sei o porquê de não ter sabido desistir. Ainda nos imaginava lado a lado, ombro com ombro,mão com mão e o amor sempre intemporal,incondicional. 

17 comentários:

Mariana Pereira disse...

Está lindo, absolutamente lindo.

Emmeline disse...

as vezes apetece me nao sei dar te um chi porque acho que mereces e o teu coração é assim tao..adoravel. ohh.

Emmeline disse...

isto pra dizer-te que és do amor, e nunca li tanto do amor como desde que venho ao teu espaço

Anniee. disse...

o amor é incondicional, sem dúvida alguma Joaninha. Amei o texto :)

Anniee. disse...

muito bom mesmo, acredita *-*

lá love disse...

anda mesmo, eu sinto-a!

Mariana Pereira disse...

A sério? Isso é bom?

Emmeline disse...

oh. ainda bem. :)

Mafalda disse...

Isto é amor, é amor e posso senti-lo. Amor e esperança: «Ainda nos imaginava lado a lado, ombro com ombro,mão com mão e o amor sempre intemporal,incondicional.». Tens uma alma linda Joana, linda:)

ines disse...

com certeza que vamos!
tu sabes tanto joaninha, tanto tanto

Mafalda disse...

Foi um chorar contente Joana, reformulei o post porque quem lê parece negativo. Lê agora:)

Mafalda disse...

Hoje começou-me com uma conversa de que o treinador dele disse que ele estava com o olhar perdido e tão desmotivado e que ele próprio se sentia perdido. No decorrer da conversa contei-lhe a historia daquele post (o que remete para) e ele a partir dai ficou bue calado e perguntei o que se passava e ele disse que ficou a pensar naquilo, na minha atitude e no tamanha da minha bondade. E disse aquilo de ser perfeita se não tivesse algumas atitudes que tenho com ele. Oh basicamente acho que se referia ao ser teimosa, não dar o braço a torcer, agora não lhe atender chamadas, coisas dessas que se foram acumulando talvez. No fim disse-me: olha obrigada por me teres atendido o telefone.

Esther disse...

gostei de receber esse comentário joana!

Mafalda disse...

Pois é mesmo isso Joana:| acho que não devia ter atendido, mas supostamente ele precisava que lhe tirasse umas dúvidas, enfim. Ainda vou caindo.

Mariana Pereira disse...

é muito bom saber disso, muito obrigada. Tu também escreves lindamente!

May disse...

pois, tens razão (: vou arriscar! também não tenho nada a perder. *

ana moura disse...

perfeito