22 junho, 2011

meu querido tempo,

pára um bocadinho. deixa-te ficar,deixa-me ficar. deixa-me olhá-lo sem pressas,deixa-me respirar fundo. deixa-me ficar deitada envolvida nos momentos e faz com que sejam eternos. transformas tudo num turbilhão e porquê? dá-me mais horas num dia, dá-me mais tempo oh tempo. 

11 comentários:

Joo disse...

Às vezes o tempo podia parar não é?

ines disse...

24h nao chegam, tantas vezes

ana moura disse...

oh o tempo....

annie disse...

o tempo, é sempre a mesma coisa, nunca nos dá um bocadinho dele, só para podermos descansar. é sempre a correr.

annie disse...

é tão verdade, não é?

Mafalda disse...

Oh Joana, o tempo, o tempo. Tu pedias para o tempo parar e eu pedia para avançar um bocadinho mais rápido, não muito, mas um bocadinho. Ou então, então pedia para ir para trás e parar, parar "para sempre".

Hapi disse...

O tempo além de rápido é também sábio!
Obrigada Joana, mesmo :$

ana moura disse...

não tens de agradecer, o teu blogue é qualquer coisa em mim

annie disse...

o nicolau breyner é um grande senhor, mesmo!

Emmeline disse...

esta tao... oh. fogo joana

Emmeline disse...

faz sentido...