17 julho, 2011

és daqueles toques delicados. Que parecem seda e se espalham pelo corpo em tom de arrepio. és discreto mas sabes que assim tem mais encanto,para mim sempre teve mais encanto. Parece que a minha pele muda de cor. Fica num tom rosado e começa a deslizar devagarinho. E eu estremeço sempre. Quase sempre. Ainda mais quando começas sorrateiro até ao pescoço e do pescoço até ao ombro, sempre confiante,sempre calmo. Eu fecho os olhos à procura dum parênteses no tempo. Flutuo por lá. E a verdade é que cada vez que o sol insiste em mostrar os meus tesouros mais escondidos,eles mais se escondem. Passaram a ser nossos. teus e meus e das horas perdidas.

6 comentários:

Sofia Moreira disse...

gostei muito :)

CARINA disse...

adorei. <3

Anniee. disse...

que texto lindo, :o

ana moura disse...

:) obrigada ternura. e quanto ao ser especial, há muitas pessoas que deviam de ver isso, e não o conseguem fazer. gostam muito mais de desistir do que é dificil, porque gostam de tudo o que é fácil. sei que me vais entender bem.

marta disse...

estás de volta *.*
gosto muito :)

Anniee. disse...

de nada *