19 maio, 2011

Nunca me tapes,nunca me tentes tapar para não te ver. Eu encontro sempre um pequeno buraquinho que faz toda a diferença. Vejo mais por eles do que te vejo por inteiro. Nunca me tentes tapar porque eu gosto do que vejo,gosto de sentir cada traço só com os olhos e sorrir de mansinho. Não tenhas medo que eu te toque mesmo sem te tocando. Já és tão meu que só de te olhar me revejo. Só de me olhar te revejo. Nunca tentes fugir porque eu vejo-te sempre,mesmo que de longe. E é tão bom,tão bom que podia ser assim todos os dias. Feliz a desvendar-te a cor da alma. 

11 comentários:

Anniee. disse...

amei, juro ! :o

SofiaSilva. disse...

de nada linda :) gostei muito do texto *.*

Janete Conceição disse...

quando amamos os nossos olhos vêm com o coração e isso ninguém consegue tapar.

Simone disse...

todas as fotografias no meu blog são da minha autoria! e muito obrigada! :)

esther disse...

lindo!

ines disse...

e se nao forem os olhos a verem, há-de ser o coração!
gostei tanto joaninha, como sempre

jo disse...

está lindo!

annie disse...

"feliz a desvendar-te a cor da alma", uau!

annie disse...

assumo isso como um enorme elogio *-*

Anniee. disse...

não precisas de agradecer meu bem (:

Mafalda disse...

Eu gosto mesmo do que escreves, sabes? Escreves realmente bem*