16 abril, 2011

fez-se silêncio no nosso mundo. nada mais se agitou,nada mais se sentiu. e a verdade é que o nosso mundo também nos calou. aprendi a usar apenas as palavras certas contigo,e de momento,não as tenho. de momento,só consigo ouvir os meus passos na calçada e já nem os teus ouço. não sei de que forma se encontra ele agora,se redondo,se quadrado. desistimos,deixámos de o moldar. perdes-te a vontade,perdes-te a habilidade de cuidar dele e de mim. roubaste-me tu a vontade de te trazer de volta,para abraçarmos o que ainda nos falta. julgava que a minha força era eterna. julgava que este pedaço de nosso mundo já estava tão envolvido que nunca se poderia quebrar.julgava eu que mesmo que tudo parecesse imóvel,tu terias as palavras certas. não as tens,não as tenho,e só me resta descobrir se consigo esperar. esperar pelo que se perdeu,à espera que encontres primeiro que eu. 

8 comentários:

carina, disse...

tão bonitoooo

marta disse...

adoro, adoro, adoro *.*
"ler-te" consola-me :)

joana disse...

martinha,ainda não consigo aceder ao teu blogue!

ines disse...

cada vez melhor joana

annie disse...

foi? oh ainda bem, ainda bem <3
adorei, mais uma vez, como não podia deixar de ser. "julgava que este pedaço de nosso mundo já estava tão envolvido que nunca se poderia quebrar.julgava eu que mesmo que tudo parecesse imóvel,tu terias as palavras certas." - lindo.

Raquel disse...

este texto é a minha cara, hoje. sem tirar nem pôr. adorei.

vera disse...

sempre sempre fantástico joana*

tânia. disse...

tens textos excelentes :o