26 fevereiro, 2011

"Tanto que eu queria agora dar-te o amor total e infantil que tinha para te dar. Racionei-o a vida inteira como a porra de um chocolate de leite - por que vivemos como se o tempo nos pertencesse infinitamente, como se pudéssemos repetir tudo de novo, como se pudéssemos alguma coisa?"


Ines pedrosa, fazes-me falta

3 comentários:

filipa disse...

minha jo esta lindo <3
só uma coisa não é inês barbosa, mas sim pedrosa <3

inês disse...

adoro inês pedrosa

Carla disse...

já li e reli este excerto muitas vezes,adorei. :)