02 abril, 2012

Tenho dois mundos virados um para o outro. De um lado da rua,está o desejo de pertencer. Do outro,a vontade de partir. Talvez tenham roubado pedaços um ao outro ao longo do tempo,talvez já caminhem pelo meio da estrada esquecendo os limites e o que os distingue. Talvez deixei de me preocupar. Talvez ande a procura de uma boa definição para cada verbo: pertencer e partir. Talvez ninguém a tenha. Faço de mim uma viajante perdida na caça ao tesouro. Faço de mim uma imperfeita inconstante que separa as coisas e tem medo de as encher. Até ao momento,pertenço ao tempo. Há os dias em que me assusta e em que preciso de algo mais concreto. Mais pele e palavras. Mais suspiro incontrolado. Gritos por dentro. Corro para o outro lado da rua afim de encontrar as saídas. Nada na mão. sem cartas no baralho de modo a apostar um não regresso de vez. É o que se chama de cérebro congelado que só olha em frente mas acaba sempre atrás. Talvez não saiba as regras da prática. A prática de pertencer. A prática de partir no momento certo. Talvez seja demasiado apressada para o mundo das ruas paralelas. Faz-me falta a respiração. a respiração controlada que guarda e solta tudo de uma vez. Faz-me falta vedar os muros de cada lado da rua para não cair em tentação. Para ouvir um sem nome com segredos. E talvez ele venha, talvez ele tenha cá estado desde sempre. 

9 comentários:

sophie disse...

adorooo oh

Jun disse...

Adorooooooooooooooooo!
querida: http://junfnunes.blogspot.pt/2012/04/meninas-nao-custa-nada-tirem.html faz isso!

disse...

"Talvez tenham roubado pedaços um ao outro ao longo do tempo,talvez já caminhem pelo meio da estrada esquecendo os limites e o que os distingue." palavras de génio

Ana Margarida disse...

Adoroo <3

cláudia disse...

palavras que somente tu nos sabes dar joaninha, gostei**

Emmeline disse...

joana-princesa

mary disse...

que saudades que tinha dos suspiros que deixa aqui depois de te ler!

Alexandra disse...

Perfeito Joana, lindo :)

Pedro Miguel SIlva Macedo. disse...

Adoro a forma como expoes as palavras!