09 março, 2012

Sonhas tão alto. quase que consegues sentir os teus pés mais leves e um impulso nas pernas. sonhas mais alto do que algum dia acharias ser capaz. quase que lhe conheces a técnica,os truques. as manias. sonhas tão alto sem sair do lugar. Fazes maravilhas a ti próprio,não te preocupes. Continuas a ser a pessoa mais humana nessa tua esfera de magia. Continuas a ser tão tu,mesmo que te digam que flutuas demais. Ás vezes sentaste num bocadinho de estrela a ver passar. Há ainda outros dias que adormeces encolhido com medo que te roubem o pensamento. Nas noites de verão,gostas de ir comer algodão doce pendurado no ar. Quase que não te sentes,quase que te esqueces de como usar as palavras. E as palavras são aquilo que não te descrevem,nem lá em cima,nem cá em baixo. É esse o problema. Os sonhos não precisam de ter palavras,mas há quem  teime em te pedir para contar. És o guardador de sonhos,talvez o segurança que dita as regras antes de alguém querer entrar. A arte que todos conhecem,mas nenhum a sabe ouvir. Há sempre duas partes. quem ouve,gosta de ser ouvido.quem mima,gosta de ser mimado. e tu que humano que és. que dom viajante. tu que nunca te incluis em nenhum adjectivo e estás vestido por eles. Formaste a tua pequena escada de ida e de volta. e voltas sempre cheio de coragem. Já não te espanta,já não te faz rasteiras,já não te torna adormecido. Tudo porque distingues as duas partes. aquilo que mais te pertence e aquilo que mais te transforma. É por isso que precisas da escada sempre inteira. porque não há um sem o outro. não há o outro sem ti. e tu,torna-te um cartão de visita. Leva contigo quem sabe ser sonhador. aqui não há muito,nem pouco. É seguir as regras do coração. 

7 comentários:

ana minhalma disse...

não há palavras para descrever

sophie disse...

adoro tanto

ana minhalma disse...

ohhh obrigada! um grande beijinho :)

claire disse...

"tu que nunca te incluis em nenhum adjectivo e estás vestido por eles." esta lindo joaninha,é sempre bom vir aqui ler-te:))

máaf. disse...

Adorei!

Emmeline disse...

e estas podiam ser palavras para mim, revi me um bocadinho. nesta mania de quer voar sem voltar,e levar comigo pessoas comigo que sabem estar, e que sabem ser o amor. pessoas como tu:) e tudo sem sairmos do lugar

cláudia disse...

ai joaninha joaninha, tu e as tuas palavras doces, gosto muito*