06 junho, 2011

Quando penso em ti penso nos teus olhos,na tua boca, no teu cabelo, na tua roupa, nos teus gestos, na tua gargalhada, no teu sorriso cada vez que falo, nas tuas caras manhosas. Penso sempre como reages com um amo-te, e como o dizes. E apesar de ser sempre a melhor visão do mundo,tem vindo também acompanhada de visões sinistras. visões desiludidas. E não sei lidar com isso,nunca soube. Não sei como apoiar a queda, nem sei também se estou pronta para cair apesar de já me teres empurrado mesmo sem saberes. E como nada dura para sempre

9 comentários:

Anónimo disse...

o ser humano nunca sabe como reagir a tudo, por isso é que é humano*
está muito bonito (:
http://ruteritamaia.blogspot.com

ana minhalma disse...

tão lindo

Anniee. disse...

como te percebo Joaninha :s

ana moura disse...

tão belo e tão doce, á sua maneira

one day left disse...

digo-te que escreves maravilhosamente bem (:
conjugas super bem as palavras, dum modo muito coerente e, sobretudo, bonito.

usei uma frase tua no meu blog mas identifiquei com o teu blog (:

passa por lá!

Emmeline disse...

está..divinal. nem toda a gente sabe escrever assim:prender as pessoas da primeira a ultima palavra

ivone silva. disse...

adoroo!

cláaudia disse...

como sempre lindo joaninha.
é verdade que o "sempre" é inexistente, mas acreditamos no "sempre" quando amamos (:

Mafalda disse...

:| percebo isto tão bem Joana, tão bem.