05 março, 2011

 peço desculpa por todas as vezes que devia ter estado lá e não estive. na altura nunca pensamos realmente nisso mas quando começamos a sentir na pele,por dentro e por fora,fazemos uma volta atrás nos dias e nas noites e tomamos consciência. por isso quando te dizem que só quando passares por elas,é que saberás,não finjas que sabes porque não sabes. acho que perdi bastantes oportunidades de pedir desculpa,perdi muitas. milhares. ah,seu estupido orgulho. ou talvez tenha sido a consciência que se atrasou demais. guardo arrependimentos,e secalhar será o meu maior arrependimento de sempre. mas quando dizem que quantos mais guardares menos consegues seguir em frente,acho que comigo passa-se exactamente o contrário. é por eles que tenho vontade de nao os voltar a cometer. se os mandasse fora,quem me diria que não voltariam,e talvez maiores? guardo-os não porque quero,mas porque sim. quem disse que temos de eliminar todos os maus pedaços do passado? temos de olhá-los um por um e dizer em voz alta pois sim,foi um mau pedaço. mesmo que os mascaremos,a mascara acaba sempre por se revelar. e por isto,peço desculpa por todas as vezes que devia ter estado lá e não estive. não porque não quis,apenas me faltou sentir na pele,tal e qual como tu.

17 comentários:

vera disse...

e estas são as palavras que gostava que uma única pessoa me dirigisse.
fantástico. gostei muito, mesmo.

vera disse...

ora essa! aliás, obrigada eu*

marta disse...

parece que ao afastar-me do blog ando a perder muito, ainda bem que hoje decidi regressar. adoro joaninha, fantástico e faz pensar...é daqueles textos que deviam estar numa secção minha de auto-ajuda. ah, e obrigada :)

annie disse...

adorei este texto, joana, adorei mesmo.

adriana m. disse...

está lindo, gostei muito.

joana disse...

adorei!
acho que encontrei mais um blog que passarei a visitar diariamente*

anna disse...

não tens que agradecer, querida (:
gosto muito do que escreves.

luisinha disse...

bolas! acertas sempre. também adoro os covers dos boyce avenue. e desta música, ficou **

luisinha disse...

(e tremeu comigo este texto)

anna disse...

muito obrigada (:

marta disse...

não tens de agradecer :o
adoro o teu blog e adoro vir cá ler o que escreves, porque o fazes muito bem...e para além disso és uma querida :)

adriana m. disse...

espero mesmo que não, muito obrigado joana :)

Nixie R. disse...

Este texto faz-me lembrar um dos meus filmes favoritos: Eternal Sunshine of the Spotless Mind, conheces?
Definitivamente devias ver... É sobre a forma como por vezes as pessoas acham que seria uma boa ideia a possibilidade de apagar as memórias. Mas concordo contigo, anyway.
:)

Carina Gonçalves disse...

muito obrigado, e eu adoro este!*

Mafalda disse...

Muito bonito:)

Anónimo disse...

muito bom texto, escreves bastante bem !! bjs

photographer in amsterdam disse...

adoro! identifico muito com as palavras que escreveste...