25 setembro, 2010

Só queria poder abraçar-te agora, neste momento, com toda a minha força e esqueçer o resto. És quase tudo para mim e nunca te esqueças disso. Preciso tanto de ti como do ar que respiro

8 comentários:

anacoelho. disse...

Tens fotografias mesmo giras e o teu blog e fantastico.
Obrigada :p
Tens de ver o filme, é muito giro.

RuteRita disse...

Oh minha querida :c

RuteRita disse...

mas andavam a discutir muito?

Hapi disse...

Obrigada :$
Adorei este post, está lindo.
A foto com as frases, perfeito!

filipa disse...

quando precisamos assim de alguém percebemos que na realidade é mesmo importante <3

RuteRita disse...

E desde aí nunca mais falaram ?

Diana disse...

Neste ponto tenho que concordar , muitas vezes o silencio ainda nos faz interrogar-nos mais ou até mesmo causar mais dor , mas em muitas das situações é bom ir para longe e apenas estares a ouvir o barulho da tua própria respiração , ou sentires só o bater do teu próprio coração , é bom faz-nos sentir bem , consegues por tudo ( ou quase) em ordem , consegues ser aquilo que és mesmo naquele momento sem ninguém do teu lado. É muito bom falar assim.

filipa disse...

eu percebo o mesmo que tu. tenho essa necessidade <3
obrigado joana *