22 setembro, 2010

  E um dia vai ser assim,
 dizes que me vais surpreender quando eu menos esperar, e numa noite, numa noite sem sono,numa noite de pensamentos, eu vou ouvir a tua voz. Vou pensar que é so a tua voz na minha cabeça mas depois o telefona toca. E eu entendo, nem preciso de atender. Vou espreitar e lá estas tu, á esperar de subir a varanda. Sussurro, fecho a porta do quarto e tu sobes. Nessa noite, nessa mesma noite,  nem serão precisas palavras. O que prometeste, deveste.

6 comentários:

Marta disse...

era um acontecimento realmente fantástico.

marta disse...

ADORO os teus posts simples e FANTÁSTICOS *-*

filipa disse...

há noites de promessas que são feitas *

Hapi disse...

Lindo!

Isabel disse...

Muito obrigada Jo (:

RuteRita disse...

LINDO *.*